Foto 360º de 24 bilhões de pixels tirada em Xangai

Foto 360º de 24 bilhões de pixels Sensacional

Esta é uma foto 360º tirada na china com 24.9 bilhões de pixels.
Você consegue dar zoom até enxergar o rosto das pessoas e as placas dos carros.

Imagem é ainda maior do que o divulgado nas redes sociais, mas foi capturada do alto de uma torre televisiva

Imagine uma foto tirada acima até mesmo do prédio mais alto que você conhece. Agora, imagine se fosse possível dar zoom nesta imagem até que você conseguisse ver detalhes da rua como, até mesmo, identificar pessoas.

É isso que acontece com uma foto em 360 graus tirada em Xangai. Com impressionantes 24.9 bilhões de pixels, a imagem permite que você amplie até chegar bem perto do chão e ainda ver a imagem com bastante detalhe.

A foto foi tirada por uma empresa local chamada BigPixel Studio em 2015, mas só agora que ganhou as redes sociais. A imagem, do alto de um prédio em plena luz do dia, carrega uma pintura do cotidiano da cidade.

Confira Abaixo:

Como isso é possível?

Para montar a imagem de 24.9 bilhões de pixels ainda não há câmera fotográfica com tamanha capacidade. Logo, eles utilizaram várias fotos montadas em uma mesma plataforma. Ao todo, segundo a empresa, foram utilizadas mais de 100 fotos 2 mil vezes mais precisa que em câmeras convencionais.

Junto com a foto, circulou na internet também que a imagem teria sido feita por um satélite Chinês. O próprio site em que a foto foi hospedada desmente esta informação. Ela foi tirada do alto do Oriental Pearl Tower, em Xangai.

Atualmente, essa foto é considerada a maior foto tirada de uma região da Ásia e a terceira maior do mundo. A proposta do BigPixel Studio ainda é fazer mais imagens como esta em capitais pelo mundo, ainda sem previsão de lançamento de outras imagens. O problema é que o processo é muito caro e ainda não mostrou retorno para a empresa.

Ainda, eles afirmam que, como imagens estática, ainda não é uma proposta que pode ser usada para vigilância e controle populacional, um medo constante de um país ditatorial como a China. A proposta foi apenas testar uma tecnologia que pode criar panoramas tridimensionais de cidades.